Edição de 2 de dezembro de 1999.

Criação e Edição: jornalista Marilena Braga

 

< Voltar para o jornal do dia

Tem gente de olho na gente

Este selo é permanente. Na edição de outubro de 99 a Revista WebGuide escolhe o site Fortuna e Virtude para zoom na categoria Notícias. Confira a avaliação:

 

Antes de completar um ano na rede - a edição do próximo dia 18 de dezembro será comemorativa de aniversário - Fortuna e Virtude é destaque pela qualidade de textos e forma gráfica. O FreeShare's Cool, na edição de 28 de julho deste ano consagra este site com cinco estrelas, categoria excepcional, listado na companhia do The New York Time Magazine e The Sunday Magazine .

Vejam o que disse o FreeShare's Cool a respeito de Fortuna e Virtude:

"Jornal paranaense publicado exclusivamente na Internet . Necessário esclarecer que sua cobertura temática é nacional. Criado e editado pela jornalista Marilena Braga, adota uma linha neutra de enfoque político e social , ou seja, sem conveniências políticas. Organizadíssimo, suas diferentes seções estão disponíveis em arquivo on-line das edições anteriores. Vale também ressaltar o design do site, limpo e elegante, com layout harmônico e de fácil navegação. . Arriscaríamos conceituar seu design como a expressão da beleza aplicada ao simples e ao funcional."

Obrigada ao FreeShare's Cool, site suiço com ramificações na América Latina e Comunidade Portuguesa .


Relações de trabalho, desafio permanente

A globalização, que em dez anos se alastrou e rompeu paradigmas sociais , foi o tema de quatro painéis sobre Direito do Trabalho, analisado por especialistas do Brasil e de outros países da América Latina, além de professores da Universidade de Bolonha, Itália, e representantes da OIT - Organização Internacional do Trabalho e da União Européia .

Renitentes todos diante da voracidade global, os debatedores reconheceram o que Mario Ricciardi, professor de Relações do Trabalho da Universidade de Bolonha, denominou "a sociedade da incerteza". Em Salvador, Bahia, no mês de outubro, a alguns metros do mar insistente contra os rochedos, pouco mais de cem pessoas traçaram um perfil crítico dos acontecimentos , tentando preservar a identidade do trabalho neste final de século.