Edição de 05 de março de 1999.

< Voltar para o jornal do dia




Os calendários provam. O ano começa em março.

O começo de 99 foi tumultuado. Mas a publicidade continua fazendo força para revestir o fraco movimento da economia. Peças publicitárias programadas para dezembro do ano passado só agora estão chegando a seus destinos. Os calendários invadem os lares brasileiros. A maioria de instituições escolares. É a caça ao consumidor que, renitente, fica à espera de que "o mercado"se mova.




A voz que dá conselhos.

Uma adolescente argentina, via Internet, enviou reflexões compiladas sobre os homens e a vida, numa entrevista pouco usual.