< Voltar para o jornal do dia

Edição de 24 de março de 1999. Criação e Edição: jornalista Marilena Braga




Quem cala , consente.

A reforma tributária é a bola da vez na Câmara Federal. Está sendo usada como um novo artifício para envolver politicamente os setores produtivos do país, que suportam a carga tributária mais cara da América Latina, cerca de 38 por cento do Produto Interno Bruto -PIB.O vice-presidente da República já declarou que os trabalhos de reforma vão demorar três anos. O empresariado está indócil na cobrança de resultados. Submisso durante a falsa estabilidade do real, o setor produtivo amarga agora o atrelamento de seus interesses ao poder político.





A gula que surpreende.


O Clube dos Anjos, livro de Luis Fernando Veríssimo escrito para a Editora Objetiva, saiu melhor que a encomenda. Na relação dos mais vendidos entre os lançamentos brasileiros, Paulo Pozonoff Jr. explica a razão do texto cair no agrado de quem busca mais do que entretenimento.