Internet: o mundo visto de sua casa
Alberto Graf

Várias pessoas se indagam como afinal funciona sua ligação com a internet. Todo mundo sabe que o provedor cede o acesso ao cliente, mas quem afinal cede o acesso à Internet ao provedor? Roberto Portugal, que presta Consultoria a Clientes da Divisão de Relacionamentos Comerciais da Telepar S.A. , diz que o que liga o provedor com a Internet é um canal de alta velocidade e um roteador que liga esse canal à Internet. O canal de alta velocidade é um meio muito usado por bancos, para troca de dados entre agências , há muito tempo. Estes canais são fornecidos pela telefônica local. Já a ligação no roteador, que é o elo entre a rede e o canal, é fornecido por grandes empresas e instituições, tais como a própria Telepar, Embratel, RNP ( Rede Nacional de Pesquisa) e GlobalOne.



O roteador é um aparelho que funciona como a central telefônica da internet. É ele que determina para onde vão os dados passados pelo provedor. São locadas portas de conexão nesses roteadores. Olbir Söndahl, Gerente da Divisão de Relações Comerciais da Telepar, diz que a empresa só fornece o meio físico para a ligação com a rede, isto é, as linhas telefônicas e os canais de alta velocidade, e também o acesso ao roteador da Telepar, se assim o cliente escolher. Cabe ao provedor ter seus próprios computadores e redes devidamente configurados para que se tenha acesso. Os provedores locam da Telepar fluxos com 2Mbps de 30 linhas telefônicas para que o cliente acesse o provedor, e compram também o “Link” , o canal até o roteador, um dos grandes fatores para sua velocidade de conexão. Os links e fluxos fornecidos pelas telefônicas locais são totalmente digitais.



Os famosos congestionamentos da Internet são porque ou existe uma ligação de baixa velocidade, não no sistema local, mas na própria Internet, que funciona como um torniquete, “estancando” a passagem dos dados, ou porque os roteadores, não necessáriamente os locais, também ficam congestionados com tamanha quantidade de dados que passam por eles. Por isso não adianta hospedar um bom site em um lugar onde não haja boa velocidade, porque por mais rápida que seja a conexão da pessoa que está acessando o site , a velocidade de envio do provedor da página não será tão rápida. E é assim que você , na sua casa, consegue acessar informações no outro lado do planeta. Ou de muito perto, talvez a algumas quadras de distância.( Agradecimentos a Olbir Söndahl e Roberto Portugal, da Divisão de Relacionamentos Comerciais da Telepar S.A.)


Alberto Graf tem 16 anos, é “help-desk” e cursa o quinto período de Telecomunicações no Centro Federal de Educação Tecnológica do Paraná- Cefet. E-mail: a.graf@uol.com.br

Roteador
Aparelho que redireciona as informações enviadas pela internet.

Provedor
É quem cede o acesso à Internet ao usuário.

Configurado
Com as devidas configurações e conexões para algum provedor que provê o acesso.

Acesso
Ligação do usuário com a Internet.

Link
Gancho em alguma home page para que se passe automaticamente para outra.

Hospedar
Toda home-page precisa de um computador onde ela fique armazenada e possa ser vista por outras pessoas. Hospedar um site significa ceder o espaço para armazenar a página e possibilitar também a sua visibilidade.

Site
É um conjunto de páginas na Internet com um respectivo endereço eletrônico, por exemplo: www.primadonna.com.br.